Tuesday, February 23, 2010

Letter from Portugal

Dear surrealist friend,

As a Surrealist and partisan of freedom, poetry and love, I declare having nothing whatsoever to do with the so-called "big surrealist event" exhibition organized in Coimbra in the incoming month of 2010 by a certain Santiago Ribeiro whose name you may have seen as a participant in the Surrealist Exhibition that I organized in 2008, in the same city, under the title: O REVERSO DO OLHAR . His participation in my exhibition was an imposture: Mr Santiago Ribeiro is a clever but ignorant fraud who has never heard of the existence of André Breton's Surrealist Manifestos and thinks that Surrealism is just a fashionable "ism" with which he can earn some money. The "Gallery" in which he organizes his "event" will take place at the Bissaya Barreto Foundation, named after the fascist doctor of Salazar and none of the advertized artists "discovered" by Santiago Ribeiro, who use the “surrealist” label, have anything to do with the Internacional Surrealist Movement. The latest international surrealistic exhibition just took place at the Salvador Allende Museum (Santiago de Chile) organized by the surrealist group Derrame, last November-December 2009.



Miguel de Carvalho

editor of DEBOUT SUR L’OEUF - surrealist editions
Coimbra, Portugal





Caro amigo(a) surrealista,



Na partilha da tríade da liberdade, da poesia e do amor, declaro nada ter haver com uma tal exposição classificada de “grande evento surrealista” e organizada em Coimbra (nos próximos meses de 2010) por um tal de Santiago Ribeiro, cujo nome não lhe é estranho como participante na exposição de surrealismo actual que organzei em 2008, na mesma cidade, sob o título O REVERSO DO OLHAR. A sua participação foi uma fraude: o Sr. Santiago Ribeiro habilidoso quanto baste e um total ignorante que nunca tomou contacto com a monumental obra de André Breton, incluindo os seus Manifestos do Surrealismo, utiliza o Surrealismo como uma moda, uma estética e um “ismo” com o qual poderá ter retorno económico. Um dos locais que seleccionou para o seu “evento” é a Fundação Bissaya Barreto, personalidade sobejamente conhecida como médico e benemérito do período fascista português, mas nenhum dos artistas participantes “descobertos” pelo Sr. Santiago Ribeiro, que usam o rótulo “surrealista”, têm algo haver com o Movimento Surrealista Internacional. A última exposição surrealista internacional teve lugar no Museu Salvador Allende (importante lutador anti-fascista) em Santiago do Chile organizada pelo grupo surrealista Derrame, nos passados meses Novembro-Dezembro de 2009.



Disse,


Miguel de Carvalho

editor de DEBOUT SUR L’OEUF - edições surrealistas
Coimbra, Portugal

60 comments:

atorchandtonic said...

Sorry to hear of this impostor Ribeiro, we have a couple in the United States too. Some Surrealists in the U.S. are working for an exhibition in 2011, we welcome all Surrealist groups (not Ribeiro or anyone attached to the Lindhall debacle in Brooklyn NY)

Anonymous said...

è fácil dizer mal dos outros quando não somos nada

Anonymous said...

É fácil dizer mal e destruir o que outros fazem. Pergunto: então Santiago Ribeiro, em 2008, quando participou na exposição surrealista "O Reverso do Olhar", em parceria com o sr. Miguel de Carvalho, na Livraria Alfarrabista, em Coimbra, era um pintor surrealista. E agora, dois anos depois, e após ter participado em outras exposições, nomeadamente na Bienal de Florença 2009, já não é um artista surrealista. O que mudou?. Não ter convidado o sr. Miguel de Carvalho a participar noutros eventos. Pergunta-se ao sr. Miguel de Carvalho, então o pintor Santiago Ribeiro sou é um pintor surrealista quando dá jeito? Penso que não?. De facto é fácil dizer mal e enxovalhar o nome dos outros. Olhe primeiro para si sr. Miguel de Carvalho... Não atire pedras para o ar podem cair no seu telhado...

Anonymous said...

this is too much!don´t you have a life Mister Miguel Carvalho?What the hell Santiago Ribeiro did to you???you are constantly pissing him off!What is wrong with you?Who told you you´re the boss of surrealism?Who do you think you are?GOD???? GET A LIFE!

Anonymous said...

Santiago Ribeiro é surrealista?
Ele sabe o que é o surrealismo?
Ele próprio não sabe quem é!
Crítica tudo e todos, para quê?
Afirmação pessoal! Não pela arte, nem pelo surrealismo!
Ligou-se a artistas visionários. Para?
Já foi convidado por algum deles a entrar em eventos realizados?
Não!
Quem és tu Santiago?

Miguel de Carvalho said...

Não tenho por hábito dirigir-me às cortinas opacas que aqui têm a denominação de ANONYMOUS, porque não revelam nada mais que falta coragem em mostrar a cara - isso sim é gratuito. Mas esta cortina em especial é bastante transparente, porque lhe reconheço a silhueta que está por detrás. Venho então dedicar-lhe com enorme satisfação, uma vez mais, algumas palavras (ao contrário do que já eu lhe prometera na semana passada - não perder se quer um segundo consigo), afinal isto diverte-me à séria. Mas agora, caro cortina-transpartente, dirijo-me a SI na terceira pessoa, não porque queira distância e tenha receio que me contagie com os seus rótulos (estou imune, entenda-se), mas porque estou farto do seu mau hálito e por isso quero distância quanto baste.

1º- as suas passagens pelas geografias em que me movimento tanto no passado como na actualidade de que foram exemplo a expo REVERSO DO OLHAR assim como a expo FRAGMENTOS DA MEMORIA FUTURA na minha casa livreira, foram meros testemunhos de uma tentativa de conhecer um criador de pinturas que me causaram na época (distante) alguma alegria, uma vez que a obra que produz, me pareceu bastante onírica, na obstante das enormes multidões nuas que figuram nas suas telas e que em boa verdade me criam problemas anaeróbicos. Mas suportei, e fiz o esforço. Mas agora faça-se justiça porque essas duas passagens, que não traduziram mais que uns breves meses de simples contactos, foram suficientes para perceber que o Senhor é um pintor, e por ventura (ou desventura) profissional, mas que de surrealista nunca revelou nada (e duvido que se lhe altere o estatuto). Já agora, volto a perguntar em público: esclareça-me a mim e a todos os surrealistas que passam por aqui neste brilhante lugar que é o blog do SLAG, o que é um PINTOR SURREALISTA como tantas vezes apregoa? Adianto que nunca duvidei da qualidade da sua obra plástica, ao contrário do rótulo de surrealista que utiliza, que não tenho dúvidas algumas estar cheio de mofo.

2º - nada mais lhe interessa a SI, que um simples curriculum (afinal lembro-me dos seus constantes comentários que "... eu não me sei movimentar nos meios da arte..." - nos seus felizmente que não, arre) que até lhe dá imenso jeito profissional e económico. A sua passagem por Florença é disso testemunho, como lhe são também testemunho os rótulos que vai pondo na sua testa para apanhar a carruagem e utilizar como arma de arremesso. Ora nos circuitos da tríade bretoniana, é coisa que nenhum surrealista se interesse, a não ser o de intervir na sociedade e desmascarar todos os podres, utilizando para isso a escrita poética, a pintura, a escultura, a fotografia e outras disciplinas das artes e da expressão humana.

3º - aconselhe os amigos seus defensores que não sejam rídiculos em referir "GOD" (... ??? GET A LIFE!) porque só reforçam a sua posição de que nada sabe o que é o surrealismo. Aproveito o momento para lhe sugerir a última matéria actualizada em matéria da posição anti-clericalista dos surrealistas ("SURREALISME ET ATHEISME - à la niche les glapisseurs de Dieu" por Guy Ducornet, 2007, edições Ginkgo) assinado por 175 surrealistas universais.

4º - afinal para que serviram os telhados, se não têm uma função protectora das pedras, das chuvas, dos ventos, dos dejectos ornitológicos, etc? e não se preocupe se as pedras caírem no meu telhado, pois garanto-lhe que elas rebolam para os terrenos vizinhos.

Encontre neste final de meu escrito, os sentimentos que bem entenda encontrar, pois com sua licença, tenho uns tremoços para ir comer ...

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho o psiquiatra ñ lhe receitou tremoços!! mas sim favas secas.. q é o q os burros comem! (sabe devia explicar aqui prq é q o Cesariny ñ participou na sua exposição surrealista em Coimbra... sendo tão seu amigo ,e o maior surrealista vivo!) gostava de ouvir a sua explicação antes de eu publicar a minha!

Anonymous said...

Caro Sr. Miguel Carvalho:
WHO THE FUCK IS MIGUEL CARVALHO?
1ª PARTE

Dado que o meu amigo Santiago Ribeiro é educado de mais para lhe responder e como a sua conversa já cheira mal, quero-lhe dizer ALGUMAS COISAS: PRIMEIRO que conheço o Santiago há muitos anos e é de facto um pintor reconhecido com inúneras exposições realizadas pelo país e estrangeiro,UMA PESSOA IDÓNEA E justa, enquanto o Senhor faz COLAGENS?!A QUE CHAMA COLLGES! AH,AH,AH! Você é artista? Deixo a pergunta.
Por outro lado, não sabia que vocÊ é o papa do surrealismo, o verdadeiro dogmático que indica as linhas do surrealismo ou como o próprio você diz "eu sou a imagem do surrealismo nesta".Penso que balizar este estilo é exactamente contra os príncipios do mesmo que não o deve ser, nem no espaço, nem no tempo. De facto V. Exª indica com UMA MORAL ENORME o que é o surrealismo, quais os caminhos DO MESMO, quem deve participar, etc. A INVEJA É MUITO FEIA MAS PIOR É A SUA DOENÇA que ainda não descobri qual é...você não prefere perder tempo com ameaças e injúrias do que a trabalhar, prefere andar a tentar destruir uma exposição que sai fora das suas linhas dogmáticas do que é o surrealismo, só porque nãO FOI CONVIDADO.
OS SEUS ARGUMENTOS SÃO FRACOS E NÃO JUSTIFICAM, MINIMAMENTE, TUDO MO QUE TEM DITO E ESCRITO.
VIDA TRISTE, A SUA!
Depois pergunto: WHO THE FUCK IS MIGUEL CARVALHO!
Diz que Santiago vende para a burguesia...
Quem é você que compra livros a pessoas desfavorecidas e toxicodependentes para vendê-los, vocÊ sim, à burguesia.
qUER SUBIR E NÃO SABE COMO, ESTÁ DOENTE POR NÃO SER UM ÚNICO ARMADO EM INTECTUAL ERUDITO, PENSA SER O DEUS DO SURREALISMO EM PORTUGAL.
TENHA JUÍZO, HOMEM E DEIXE DE SER RIDÍCULO!
CONTINUA...
António Morais

Anonymous said...

Caro Sr. Miguel Carvalho:
WHO THE FUCK IS MIGUEL CARVALHO?
1ª PARTE

Dado que o meu amigo Santiago Ribeiro é educado de mais para lhe responder e como a sua conversa já cheira mal, quero-lhe dizer ALGUMAS COISAS: PRIMEIRO que conheço o Santiago há muitos anos e é de facto um pintor reconhecido com inúneras exposições realizadas pelo país e estrangeiro,UMA PESSOA IDÓNEA E justa, enquanto o Senhor faz COLAGENS?!A QUE CHAMA COLLGES! AH,AH,AH! Você é artista? Deixo a pergunta.
Por outro lado, não sabia que vocÊ é o papa do surrealismo, o verdadeiro dogmático que indica as linhas do surrealismo ou como o próprio você diz "eu sou a imagem do surrealismo nesta".Penso que balizar este estilo é exactamente contra os príncipios do mesmo que não o deve ser, nem no espaço, nem no tempo. De facto V. Exª indica com UMA MORAL ENORME o que é o surrealismo, quais os caminhos DO MESMO, quem deve participar, etc. A INVEJA É MUITO FEIA MAS PIOR É A SUA DOENÇA que ainda não descobri qual é...você não prefere perder tempo com ameaças e injúrias do que a trabalhar, prefere andar a tentar destruir uma exposição que sai fora das suas linhas dogmáticas do que é o surrealismo, só porque nãO FOI CONVIDADO.
OS SEUS ARGUMENTOS SÃO FRACOS E NÃO JUSTIFICAM, MINIMAMENTE, TUDO MO QUE TEM DITO E ESCRITO.
VIDA TRISTE, A SUA!
Depois pergunto: WHO THE FUCK IS MIGUEL CARVALHO!
Diz que Santiago vende para a burguesia...
Quem é você que compra livros a pessoas desfavorecidas e toxicodependentes para vendê-los, vocÊ sim, à burguesia.
qUER SUBIR E NÃO SABE COMO, ESTÁ DOENTE POR NÃO SER UM ÚNICO ARMADO EM INTECTUAL ERUDITO, PENSA SER O DEUS DO SURREALISMO EM PORTUGAL.
TENHA JUÍZO, HOMEM E DEIXE DE SER RIDÍCULO!
CONTINUA...
António Morais

Anonymous said...

Caro Sr. Miguel Carvalho:
WHO THE FUCK IS MIGUEL CARVALHO? PART ONE!
1ª PARTE

Dado que o meu amigo Santiago Ribeiro é educado de mais para lhe responder e como a sua conversa já “cheira mal”, quero-lhe dirigir alguma palavras:

1º Conheço o Santiago há muitos anos e é de facto um pintor de reconhecido mérito com inúmeras exposições realizadas pelo país e estrangeiro, uma pessoa idónea E justa. Tem o seu feitio mas nunca seria capaz da baixeza que V. Ex.ª lhe tem feito, de forma GRATUITA. Por seu turno, o Senhor faz COLAGENS de todo o tipo (TAMBÉM AS FIZ NA PRIMÁRIA MAS BEM MAIS LIMPAS QUE AS SUAS), ora denegrindo terceiros, ora ridicularizando-se no papel, digo cartolina, tentando parecer um VERDADEIRO ARTISTA, QUE O É, de facto, DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA! MAS DEPOIS CHAMA “INTELIGENTEMENTE”, COLLAGES (AH, AH, AH, ah,ah) para parecer um artista dada a falta de criatividade para tal e para dar um ar menos infantil e mais de artístico! AH, AH, AH! Na minha terra chama-se esperteza saloia.

Você é artista? Deixo a pergunta. Ou apenas o ideólogo sabedor-mor?

2º Por outro lado, não sabia que V. Ex.ª era o “Papa” do surrealismo, o verdadeiro dogmático que define o surrealismo, indica as suas linhas de orientação e tal como no período da PIDE faz CENSURA ao que ou quem deve ou não constar do movimento. Ou de uma forma mais doentia, como você próprio diz "eu sou a imagem do surrealismo nesta cidade" (com esta frase está apresentado bem como a sua doença identificada). Penso que balizar este estilo é exactamente contra os seus princípios, pois não o deve fazer, nem no espaço, nem no tempo... De facto, V. Ex.ª IMPÕE com ENORME MORAL E AUTORITARISMO o que é o surrealismo, quais os caminhos DO MESMO, quem deve participar ou quem pertence ou não ao seu movimento, como se os grande nomes que invoca o tivessem mandatado como o DONO E SENHOR (fiscal) DO SURREALISMO. É TRISTE E SINTOMÁTICO DE TODA ESTA HISTÓRIA!

3º A INVEJA É MUITO FEIA MAS PIOR É A SUA DOENÇA que ainda não descobri qual é...você prefere perder tempo com ameaças e injúrias a quem trabalha, do que trabalhar para si e para a corrente que V. Ex.ª é DONO, SENHOR E FISCAL, prefere andar a tentar denegrir terceiros que “saiem fora das suas linhas dogmáticas” do que é o surrealismo, só porque NÃO FOI CONVIDADO.

4º ATENÇÃO: OS SEUS ARGUMENTOS SÃO FRACOS E NÃO JUSTIFICAM, MINIMAMENTE, TUDO O QUE TEM DITO E ESCRITO SOBRE O SANTIAGO RIBEIRO E POR ISSO SÓ SE ENTERRA CADA VEZ QUE O FAZ.
VIDA TRISTE, A SUA!

5º Depois, pergunto: WHO THE FUCK IS MIGUEL CARVALHO!
Artist? I don´t think so! Prove it? Maybe, a dictator ideologist?
Because Santiago as already prove that he’s a real artist, for long years!

QUER SUBIR E NÃO SABE COMO, ESTÁ DOENTE POR NÃO SER UM ÚNICO ARMADO EM INTELECTUAL DO SURREALISMO EM COIMBRA. MAIS, PENSA SER O DEUS DO SURREALISMO EM COIMBRA.
TENHA JUÍZO HOMEM E DEIXE DE SER RIDÍCULO!
CONTINUA... Marco

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho!...Exaltei o minha cultura surrealista, e no lugar de Cruzeiro Seixas coloquei outro surrealista nosso conhecido... Cesariny! foi um lapso meu!! espero q seja compreendido por si!!!Continuo a aguardar a sua explicaçao para o facto de Cruzeiro Seixas (seu grande amigo) não ter participado na sua exposição surrealista! Da minha parte as melhores saudações surreralistas!

MIGUEL DE CARVALHO said...

ANTONIO MORAIS: de facto a sua ignorância é manifestadamente excessiva para lhe dirigir o quer que seja. adquira qualquer título da bibliografia da especialidade e tente SENTIR o que lá vêm escrito (peça ao seu amigo, que ele deve ter). Comece pelo Cesariny: "Textos de Afirmação e Combate do Movimento Surrealista Internacional" & "Intervenção Surrealista". Veja quem lá aparece, sinta o que vem sendo escrito desde 1924 ...COMO? O QUÊ? claro, afinal a sua sensibilidade e ignorância não o permitem. Porquê então perder mais tempo...

Miguel de Carvalho said...

QUE FIQUE BEM CLARO: A minha intervenção em todo este processo circunscreve-se a:
1- dirigir-me ao movimento surrealista internacional que se vem reunindo desde os anos 20 em torno de breton até mesmo depois da sua morte em 1966, e com quem mantenho estreitas relações de partilha e amizade desde que Edouard Jaguer me convidou para integrar o GRUPO PHASES (http://www.google.pt/search?q=edouard+jaguer+phases&ie=utf-8&oe=utf-8&aq=t&rls=org.mozilla:pt-PT:official&client=firefox-a), que EU nada tenho haver com a organização de um evento em Coimbra em 2010, que se diz surrealista.
2- não ponho em causa a qualidade das obras expostas nesse futuro evento organizada pelo Santiago Ribeiro (de facto são uma grande maioria de excelente qualidade), assim como nunca pus em prova a pintura que esse senhor cria (sempre me agradou - mas recordo-a com tristeza). Afinal trata-se de um evento de ARTE VISIONÁRIA & FANTÁSTICA. Nesse campo sim, grande evento. De surrealismo nada apresenta.
3- em nada eu comprometo esse evento, afirmando à comunidade internacional surrealista que sempre me acarinhou e que me perguntaram a razão deste evento em 2010 em Coimbra (as estéticas não nos interessam), que nada daquilo tem dedo meu (felizmente, estava comprometida a confiança que sempre me depositaram). Não é intenção minha promover alguma fragilidade nesse futuro evento. A única intenção, re-afirmo, é marcar bem evidente essa clivagem existente entre o que Santiago Ribeiro rotula e o que se trata na realidade. E ISSO ESTÁ FEITO E APLAUDIDO.

Miguel de Carvalho

Miguel de Carvalho said...

SERGIO DUARTE: o seu escrito é o que ainda merece alguma atenção, porque sinto ainda em si uma sensibilidade que não se denota nas dos outros senhores. repito, o que lhe escrevi em carta pessoal electrónica, que fico comovido com a sua manifestada declaração de fidelidade à amizade e admiração pelo santiago ribeiro. também fico comovido com os seus profundos conhecimentos em hábitos alimentares, em especial a desse grupo de vertebrados quadrúpedes que menciona e bem conhece. ainda pensei que o sergio fosse de FERREL (junto de Peniche), mas vejo que está no Algarve.

quanto à participação ou não de cruzeiro seixas em coimbra 2008, eu percebi que se referiu erradamente ao cesariny, pois tratava-se de uma expo de surrealistas vivos e no activo (outra forma revelaria aqui sua especial adoração pelas tais favas ). se quiser satisfazer a sua curiosidade (estou-me na tintas se quiser ou não), deve pedir o esclarecimento a ele directamente. não devo aqui, porque é um direito que me assiste o de não evocar as vontades de terceiros e dizer porque participaram ou deixaram de participar. são do foro pessoal as vontades de cada um e não dizem respeito a mais ninguém senão aos próprios.
relembro e recordo a vontade do cesariny em não participar nas grandes exposições de surrealismo português em MONTREAL (1983, galeria UQAM) assim como a do no MUSEU DO CHIADO (2001) sobre o surrealismo em portugal (1934-1952).
afinal a liberdade ainda é o MAIOR BEM que assiste a cada surrealista, a do participar ou não - essa sim merece sempre respeito e lugar destacado. só me compete dizer aqui que no final do evento, tive um especial agradecimento por escrito do cruzeiro seixas (assim como tive da aube elleout - filha do andré breton, jean-michel goutier, silberman e de muitos outros - se não conhece vá ao google e ficará esclarecido), tanto pelos livros-catálogos que lhe enviei, como pela elevada fidelidade ideológica que eu demonstrara com a organização do evento, ao movimento surrealista internacional bem identificado, tanto pelas actuações colectivas, como pelas actuações isoladas de todos os protagonistas.
NADA MAIS TENHO A DECLARAR

Miguel de Carvalho said...

my dear friend PEARL HANDEL,and other surrealists from the SLAG in London. thank you for your confiance on publishing my open letter, the one I send around to all the surrealist comunity all over the world. You can obvious imagine, the good reception and trust I receive from almost all of them, including you. Situations like this one must ever been exposed, like you are doing with your blog of the SURREALIST LONDON ACTION GROUP.

relating the "santiago ribeiro affair", I have nothing more to say.

thank you once again and we keep our "vases comunicants" full of stuff.

your friend with warm surrealistic regards,
miguel de carvalho

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho ... A sua presunção é o maximo! Você realmente é doente!!o sr acha que o surrealismo é ou não é, consoante a sua opinião! Contradiz-se agora dizendo e citando Cesariny ... que ficaria com os cabelos em pé se soubesse q ou seu bom nome como artista é proferido pela sua pessoa!! Quanto a Cruzeiro Seixas (seu amigo)não participou na sua exposição surrealista, por ser organizada por um individuo chamado MIGUEL CARVALHO com o qual não tinha e não tem nada a ver ...e não comento mais! O silêncio cair-lhe -à bem melhor... o sr alimenta-se das suas palavras, e daí o seu ar de subalimentado intelectualmente! (tenho mais informações especificas sobre a participação...!) PARA SI UM ABRAÇO Q SÓ PODERÁ SER SURREALISTA!

Anonymous said...

Exmo. Senhor Miguel Carvalho:

Agradeço as suas sugestões literárias e gostaria de devolver a gentileza, sugerindo-lhe algumas obras essenciais à boa formação de um ignorante mas sobretudo à de qualquer intelectual dogmático, a saber:

“O a, b, c da Boa Educação” da Editorial Presunção;

“O b à bá de: Como Viver em Sociedade” da Editora Sou o maior do Mundo mas ninguém sabe, ainda! ;

“1,2,3 Vou aprender a relacionar-me com os outros, outra vez”, da Editorial este é o meu caminho.

E finalmente essa grande obra da literatura moderna “O Meu Surrealismo é melhor que o teu” da Editora só fazes se quiseres.

Com os meus melhores cumprimentos de estima e consideração

Anonymous said...

my dear friend BURAK OBANA, thank you for your support and confiance...give a big huge to my great friend condoleesa Rise (WILL RISE AGAIN!). Don´t forget that We must fight this terrorist.
your warm friend,
Cáca na tola.

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho... para mim pessoa culta não é aquela q
apenas exprime as ideias que aprendeu na escola...Culto é aquele que,embora com base no que lhe foi ensinado,absorve e digere o que apreende no dia a dia... Porque passar para o papel,mesmo muito bem escrito, os pensamentos dos outros... isso para mim é pouco! Continuo a não perceber qual é a sua qualidade como representante do surrealismo... Ninguem representa o surrealismo e mt menos lhe cria fronteiras! O surrealismo está na nossa capacidade de as derrubar!
Claro que tem que haver avaliações de resultados.Mas essas não são feitas a priori
e sem qualquer base para julgamento...
"Não sou da altura que me vêem, mas sim da altura que os meus olhos podem ver" (Fernando Pessoa)

Carlos Martins said...

Caro Miguel

Em tudo o que acho mal é NESTE PAÍS DE MISERÁVEIS E CORRUPTOS querermos fazer algo que convença os ditos. É o oposto da "ocultação". Eu estou do lado da ocultação Surrealista e quero que se foda fazer exposições ou antologias com pessoas que não merecem TODA A CONFIANÇA E CUMPLICIDADE SURREALISTAS.

Acreditei em si e como tal ao receber o convite do Santiago Ribeiro (que me pareceu de facto mais fantástico do que surrealista), o meu erro íntimo foi confiar em si e não nele. Acho que o Miguel "dá guarida" a indivíduos que não são surrealistas sobretudo nos princípios e tudo porque se passa no domínio das artes e ofícios, é mais fácil enganar. O Dali, por exemplo, só enganou não pela arte mas pelas posições políticas que tinha - o seu gosto por meter-se com os pobres e miserávies e a sua adesão à Igreja mais recccionária da época, a católica (hoje é certamente a islâmica), e também ao fascismo mais pacóvio (lá está a posição política do Surrealismo).

Ser surrealista libertário não é adoptar a ideia de aparecer em tudo ou estar em todas (exposições, etc.) mas muito mais NÃO APARECER. A sociedade actual gosta de nos devorar, como faz o louva-a-Deus fêmea (a Pátria, a Família, o Estado, a Igreja), começando por aproveitar algumas das nossas vísceras e ossadas (o nosso "talento" nas colagens, na pintura, nos escritos, etc.) para depois nos sacanear, nos abandonar cínicamente à mais abjecta (e porque não dizê-lo dejecta), das desgraças.

(continua)

Carlos Martins said...

(continuação)

O Surrealismo é para mim e para muito poucos como eu, infelizmente fazer o que o Breton dizia em relação ao acaso e à multidão. Disparar nesses símbolos e se possível treinar o bastante para não falhar um único tiro.

Não sou o Cruzeiro nem o Cesariny de quem fui amigo enorme (sobretudo durante uns poucos de anos). Mas fui amigo e próximo dos imensos surrealistas de que não se fala agora POR CONVENIÊNCIA PRÓPRIA - o Antonio José Forte, o Virgílio Martinho, o Ernesto Sampaio (talvez o maior de todos nós), o Pedro Oom, o Manuel Castro, a Isabel Barreno, a Luísa Neto Jorge, o Victor Silva Tavares, o António Gancho. Só conheci estes (nas tertúlias do Monte Carlo e as colaborações no velho & ETc.), e parece-me que o Surrealismo é aqui que se fixa COM A MAIOR DAS INTENSIDADES. Sunspot da Liberdade TODA. Quando o Forte escreve a carta ao Papa até a censura "surrealizante" (Baptista Bastos, etc.) o censura. E sem hesitações.
Silencioso como um revólver carregado e à espera, está o Herberto Hélder. E com idêntico revólver, o Ricarte-Dácio cuja simpatia recordo com tanta saudade. Infelizmente virou-o contra ele, a família e os pobres animais que tinha. Recordas-te Ricarte?

O Santiago Ribeiro é surrealista naquele sentido em que todos os fantásticos o são, isto é pelo lado estetizante. Competentíssimo como é óbvio. Nada a ver com o Surrealismo, o que não tem nada de grave. Mas não é só ele. Do lado do "surrealismo da literatura comestível" há muito mais e pior ainda.
Os surrealistas sempre se separaram do Fantástico (mas não acolheram muitos dos seus criadores a começar pelo Lovecraft) e a sua visão limitada ao olhar do (in)verosímil (os pesadelos e as visões de mortos mas ainda vivos, não são senão uma fotocópia da realidade quotidiana, não ultrapassando o problema central - o de provocar a Revolução e MUDAR A VIDA destruindo todas essas cadeias com que nos acometem dia a dia desde o nascimento até à morte.
Não é possível falar do neo-surrealismo sem recordar o sucateiro que a televisão portuguesa nos mostrou. O surrealismo nem é o actual nem é o neo, mais futurista e "en vague", não há outro senão o que provém das origens mais distantes da literatura e da arte exploisvas, a que modifica os seres e não os pôe de cócoras a contemplar a arte museológica. O Surrealismo é sobretudo revolucionário, violento e subversivo. Adoece-se e morre-se por isso. Se há poesia que liberte e transforme as nossas vidas (e é isso que importa na Poesia), então temos que ler os "Objectos Inquietantes" do Nicolau Saião ou o "Jovem Mágico" do Cesariny, para falarmos dos poetas surrealistas em português. Para nãso falar do Pedro, do Maria Lisboa, do Ernesto, do Forte, do Manuel Castro, do Carlos Eurico da Costa e de alguns outros.

Em vez desta controvérsia sem sentido, seria bem melhor chamar à dita exposição "Esposição de Arte Fantástica e seus Afins" aliás nobilíssimo título para acreditar o mundo da criação fantástica e não propriamente "surrealista", talvez por esta parecer pretender acompanhar os novos tempos (sucateiros, corruptos, autarquias subitamente amantes das artes, etc.). E aí convidar alguns artistas surrealistas mais dados à estética.

E bem hajam todos.
A LUTA CONTINUA.

Carlos Martins said...

Emenda ao meu texto:

Onde se diz "Os surrealistas sempre se separaram do Fantástico (mas não acolheram muitos dos seus criadores a começar pelo Lovecraft)...

deve ler-se "Os surrealistas sempre se separaram do Fantástico (mas acolheram muitos dos seus criadores a começar pelo Lovecraft)...

As minhas desculpas.
Carlos Martins

Miguel de Carvalho said...

Caro Carlos Martins,

obrigado pelos seus esclarecimentos, que muita falta fizeram neste "affair Santiago Ribeiro". A sua experiencia-visão associada à organização com o Cesariny em 1984 a expo no Teatro Ibérico sobre "Surrealismo & Arte Fantástica" é capital neste "affair". Tantas vezes, em tom de voz ameno eu aconselhei o Santiago Ribeiro não rotular o evento como ele o está a fazer, mas em vão ...

E acrescento aqui, em jeito de desabafo porque incomoda, meu caro Carlos, como já se apercebeu, quem destes meninos que acima julgam despejar tanto conhecimento no movimento, deles acima quem sabe quem foi o Forte, o Sampaio (que tive a honra e o privilégio de privar na sua biblioteca particular durante uns meses, antes de a colocar no Centro de Estudos do Surrealismo em V.N. Famalicão), o Dácio (que financiava as idas a Londres e Paris), etc ... Quem está a dar a devida importância no momento ao António José Forte são os franceses do Grupo de Paris, que acabaram de traduzir a "Faca nos Dentes" em jeito de grande festa. Agora pediram-me colaboração e viraram-se para o A. Maria Lisboa enquanto que aqui, e em Coimbra em especial, perdem tempo com discussões infundamentadas e sem conhecimento de causa ideológica. A título de reparo, não entendem que um manifesto serve para declarar publicamente uma posição fazendo uma denúncia. Quantos milhares de papeis volantes criaram os surrealistas com tomadas de posição destas? Enfim, andam aqueles senhores agora oh-tio oh-tio com umas verdades que não esperavam ouvir.
Uma vez mais obrigado Carlos pelos esclarecimentos. Abraço-o na esperança de seguirmos agora para a Ilha de Pascoa, ainda este ano, com toda a tripulação do "Umbral Secreto".
O seu companheiro de "route" certo e amigo
Miguel de Carvalho

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho isto diz-lhe alguma coisa? "Malcolm de Chazal" is now a member of santiagoribeiro INTERNATIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM
pois então vou passar a explicar: O Miguel Carvalho é de muito baixo nivel!!!! Este é o personagem q o MIGUEL CARVALHO escolheu par entrar disfarçado para poder espiolhar .. tipo PIDE! na página da INTERNACIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM. Este seu comportamento sim é SURREAL!!! ... um abraço (surrealistta) a si e a aquele seu amigo do qual nem me lembro o nome... só me lembro de que escreve, escreve e nada diz!..aliás como sr. MIGUEL CARVALHO!!!

Sergio Duarte said...

Surrealism

Surrealism is a philosophy, a cultural and artistic movement, and a term used to describe unexpected juxtapositions.

Philosophy. The philosophy of Surrealism aims for liberation of the mind by emphasizing the critical and imaginative faculties of the "unconscious mind", thus bringing about personal, cultural, political and social revolution. At various times surrealist groups aligned with communism and anarchism to advance radical political, as well as social and artistic, change.
Cultural and artistic movement. The Surrealism movement originated in post-World War I European avant-garde literary and art circles, and many early Surrealists were associated with the earlier Dada movement. Movement participants sought to revolutionize life with actions intended to bring about change in accordance with Surrealism philosophy. While the movement's most important center was Paris, it spread throughout Europe and to North America during the course of the 1920s, 1930s and 1940s. Some historians mark the end of the movement at World War II, some with the death of André Breton, while others believe that Surrealism continues as an identifiable movement.
Unexpected juxtapostion. The word "surreal" is often used to describe unexpected juxtapositions or use of non-sequiturs in art or dialog, particuarly where such juxtapositions argue for their own self-consistency. This usage is often independent of any direct connection to Surrealism the movement, and is used in both formal and informal contexts.
The term Surrealism was coined by Guillaume Apollinaire to in the program notes describing Parade (1917), a collaboration of Jean Cocteau, Erik Satie, Pablo Picasso and Léonide Massine:

From this new alliance, for until now stage sets and costumes on one side and choreography on the other had only a sham bond between them, there has come about, in 'Parade', a kind of super-realism ('sur-réalisme'), in which I see the starting point of a series of manifestations of this new spirit ('esprit nouveau').'

Sergio Duarte said...

Impact of Surrealism

While Surrealism is typically associated with the arts, it has been said to transcend them; Surrealism has had an impact in many other fields. In this sense, Surrealism does not specifically refer only to self-identified "Surrealists", or those sanctioned by Breton, rather, it refers to a range of creative acts of revolt and efforts to liberate imagination.
In addition to Surrealist ideas that are grounded in the ideas of Hegel, Marx and Freud, Surrealism is seen by its advocates as being inherently dynamic and is dialectic in its thought. Surrealists have also drawn on sources as seemingly diverse as Clark Ashton Smith, Montague Summers, Fantomas, Bugs Bunny, comic strips, the obscure poet Samuel Greenberg and the hobo writer and humourist T-Bone Slim. One might say that Surrealist strands may be found in movements such as Free Jazz (Don Cherry, Sun Ra, etc.) and even in the daily lives of people in confrontation with limiting social conditions. Thought of as the effort of humanity to liberate imagination as an act of insurrection against society, Surrealism dates back to, or finds precedents in, the alchemists, possibly Dante, various heretical groups, Hieronymus Bosch, Marquis de Sade, Charles Fourier, Comte de Lautreamont and Arthur Rimbaud. Surrealists believe that non-Western cultures also provide a continued source of inspiration for Surrealist activity because some may strike up a better balance between instrumental reason and the imagination in flight than Western culture.

Some artists, such as H.R. Giger in Europe, who won an Academy Award for his stage set, and who also designed the "creature," in the movie Alien, have been popularly called "Surrealists," though Giger is a visionary artist and it is speculated the he doesn't claim to be Surrealist.

The Society for the Art of Imagination has come in for particularly bitter criticism from a self-characterised Surrealist movement (although this criticism has been characterized by at least one anonymous individual as coming from "the Marxists [sic] Surrealist groups, who maintain small contingents worldwide;" he has also pointed out what he considers the hypocrisy of any Surrealist criticism of the Society for the Art of Imagination given that Kathleen Fox designed the cover of issue 4 of the bulletin of the Groupe de Paris du Mouvement Surrealiste and also participated in the 2003 Brave Destiny[2] show at the Williamsburg Art & Historical Center. Though some presented Brave Destiny as the largest-ever exhibit of Surrealist artists, the show was officially billed as exhibiting "Surrealism, Surreal/Conceptual, Visionary, Fantastic, Symbolism, Magic Realism, the Vienna School, Neuve Invention, Outsider, Naïve, the Macabre, Grotesque and Singulier Art.)"

Merl Fluin said...

Really? Cutting and pasting from an article which was itself at least partly cut and paste from Wikipedia? That's all you've got?

I don't think there's much more to say, is there? Go read an art book or something.

Sergio Duarte said...

Wikipedia or not,what´s your problem? The whole piece above has the only purpose of underlining these lines "...Surrealism does not specifically refer only to self- identified "Surrealists" or those sanctiond by Breton..."

You can´t just come out of the blue and drop your comment.This whole "affair" is a long story!...

Paul Cowdell said...

Erm, 'out of the blue'? It's our blog, you twat. Our surrealist blog. Has been for quite a while. Ever since it began. Or don't you know anything - and I really do mean *anything* - about surrealism and its history? At all? Which was kind of the point of the criticism in the first place.

'Bye now.

Sergio Duarte said...

Sabes qual é a diferença entre nós MONGOLOIDE?(Paul Cowdell...) não pode existir diferença! porque tu ñ és nada! eu falo a tua lingua .. e tu nem a minha lingua falas ! tu só podes existir onde nada existe! és estupidamente SURREAL!!! You know the difference between us MONGOLOIDE? (Paul Cowdell ...) there can be no difference! ñ because you are nothing! I speak your language .. and you or my language you speak! you can only exist where there is nothing! are stupid SURREAL!

Sergio Duarte said...

Um grande erro: crer-se mais importante do que se é e estimar-se menos do que se vale (Goethe)

Sergio Duarte said...
This comment has been removed by the author.
Miguel de Carvalho said...

É OBVIO …

1 … E VOCÊ, sergio duarte, sabe quem foi MALCOLM DE CHAZAL? OBVIO que não pelo tom com que usa “… foi o personagem que escolheu…”. Mas como para si o básico é mais que suficiente, mesmo assim sendo muito, vá à sua douta wikipedia, encontra lá o que já é demais para a sua exigência. mesmo assim, se a sua preguiça intelectual lhe causa inércia, digo-lhe que foi/é uma das fontes essenciais do surrealismo. e é OBVIO sergio duarte que utilizei esse disfarce anagramático, e é OBVIO sergio duarte que fui de baixo nível… outra forma não poderia ser para baixar ao vosso baixo nível e ao vosso baixo perfil organizativo utilizando a chancela do “surrealismo” para obter o que me foi necessário para DENUNCIAR a fraude-farsa que é, este evento ser denominado como “Surrealista”. mas agora dito por vós da organização, não passa de ser caricatural e não faz mossa. já agora, quem vos autorizou utilizar o meu nome quando os meus amigos vos perguntava se me conheciam? claro isso, é de alto nível, mas da esperteza saloia, ou no seu caso algarvia…

2… é OBVIO que sou um subnutrido intelectualmente, mas face aos seus profundos conhecimentos e suas doutas referências às movimentações da PIDE e aos hábitos alimentares dos vertebrados quadrúpedes do vulgar “asinus burrus“ que tão bem refere e domina nos seus comentários, eu sinto-me de facto subnutrido e em nada me preocupa a sua engorda nesses géneros alimentares intelectuais, aliás, trate-a bem e garanta que não lhe falte nada …

3 … é OBVIO sergio duarte que você não entende nada o que eu escrevo e o que escreve o carlos martins, assim como os companheiros do SLAG e outros que ainda virão, pois a sua engorda entope-lhe o cérebro de tanta matéria inútil, que compõem a sua cultura surrealista e as tais leguminosas secas. se você soubesse minimamente um pouco de historia do surrealismo em portugal e algures, já para não falar na ideologia propriamente dita, saberia de que nomes e lugares nos referiamos, saberia descernir …

4… é OBVIO sergio duarte, que as suas citações pessoanas, digo do VIRGEM NEGRA (também não sabe do que trata?claro …), não passam de lugares comuns, gastas e já sebosas de tanto uso, por toda a gente. admiro o seu sentido de cultura e tiro-lhe o chapéu … nem mesmo a referência do goethe (uma outra fonte, para nós) lhe muda o estatuto. ainda bem que a lembra, pois serve-lhe perfeitamente, o barrete... entenda bem, o barrete

5… é OBVIO sergio duarte (prometo que é a ultima) que entre os MONGOLOIDES E VOCÊ não há diferença nenhuma, continuo a não concordar consigo, pois os doentes com “trissomia XXI” ainda são seres humanos dignos que merecem o nosso respeito …

é OBVIO que disse

Miguel de Carvalho

Agora a pergunta OBVIA: afinal quem é você, sergio duarte? Olhe … não se dê ao trabalho de responder, você já se deu a conhecer o suficiente, já todos se aperceberam …

Miguel de Carvalho said...

OBVIOUSLY

1… SO YOU, Sergio Duarte, do you know who MALCOLM DE CHAZAL was? Of course not, judging by the tone you use when you say“…was the personage whom you chose …” It would seem that for you, the most basic of knowledge is more than enough, or maybe too much. Look it up in your wikipedia and you’ll find more than what you need for your requirements. Even so, if your intellectual laziness causes inertia, let me tell you that de Chazal was/is one of the essential sources of the surrealism. And it is OBVIOUS Sergio Duarte, that I used this as disguise-play-on-words, and is OBVIOUS, Sergio Duarte, that I was reaching down… I could not have done otherwise, given that I had to reach your low level, your poor organizational profile, because you chose to use “surrealism” to get that, which for me (and all others) was needed TO DENOUNCE the fraud that is this event under the sign of “Surrealism”. The question remains: who authorized you and Santiago Ribeiro to use my name when my friends asked you if you knew me?

2… NOW IT MAY SEEM TO YOU, Sergio Duarte, that my intellect is “under-nourished,” but faced with your so-called deep knowledge and your expert references to movements like PIDE, as deep a knowledge as the one you hold of the alimentary habits of vulgaris quadruped vertebrates, vulgar “asinus burrus,” which you describe and dominate so well in your last commentaries, in fact I feel myself to be under-nourished! It worries me not at all, the way you feed yourself on this intellectual alimentary matter, by the way, matter that ensures you will want for nothing…

3… it is OBVIOUS, Sergio Duarte, that you do not understand anything of what I write and what Carlos Martins writes, nor what the friends of the SLAG write. Therefore, the fat must be obstructing your brain with much useless substance, making you compose all these dry broad-beans (the “asinus burrus” meal). If you only know a little about the history of Portuguese surrealism, not to mention the ideology itself, you would understand the meaning of the names and places we are referring to …

4… OBVIOUSLY, Sergio Duarte, your call to Pessoa citations, or to the one of BLACK VIRGIN (do you not know what it means? Of course not…), they do not go beyond clichés, greasy as they are, because of so much use, by so many people.

5… OBVIOUSLY, Sergio Duarte (I promise to be done immediately) there are no differences between MONGOLOIDES AND YOU: here once again I do not agree with you, those people sick with “trissomia XXI” still are worthy human beings that justify our respect …

OBVIOUSLY, this was written by

Miguel de Carvalho

And here is the OBVIOUS question: after everything is said and done: who are you, Sergio Duarte? Just look. Don’t bother to answer: you’ve already given us enough with which to know you …

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho ... você não é MONGOLOIDE! É um ser IGNOBIL falso mau caracter e cobarde! O resto quando for a Coimbra dir-lhe-ei olhos nos olhos!!! você ñ passa de uma FRAUDE!!!!! (vou brevemente prq tenho casa ai em Coimbra e na Figueira da Foz!!)

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho ... para sua imformação .. porque me passou na msg anterior! eu ñ faço parte da organização da "INTERNACIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM." sou amigo de Santiago Ribeiro e amigo de alguns dos participantes internacionais! Você é um PALHAÇO TRISTE!

Sergio Duarte said...

" I wonder why, by the time of the 2008 Exhibition "O reverso do olhar"

which took place in Coimbra, Cruzeiro Seixas ( a member of the former

group of Portuguese Surrealism ) sent a letter to the town council authorities

firmly refusing to take part in it and pointing out Mr. Miguel de Carvalho in disagreement with guidelines adopted by Mr, Carvalho for the promotion of the exhibition.

Now the same Mr, Carvalho is once more conflicting with one of our contemporary

Portuguese surrealists!

What´s happening?

The question remains... queria saber?... aqui tem!... para que os seus amigos também possam desfrutar de toda a sua dedicação ao surrealismo!

Miguel de Carvalho said...

todas a gente equivoca-se, até mesmo o cruzeiro seixas. agradeceu-me no final o livro-catálogo enviado, e saudou o evento e os participantes de quem goza larga amizade, há muito ...

____________________________________

every body get sometimes wrong ideas, even cruzeiro seixas. he thanked me the catalogue e send greetings to the organization and to the participants with who he has long time friendship ...

Miguel de Carvalho said...

SERGIO DUARTE: não tou interessado nos seus lindos olhos, nem do que de mais possa vir de si. não se chegue por perto, nem por escrito nem de outra forma, é pura perca de tempo minha ...

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho.. você não passa de um BLUFFFF!!!! isto que comentei, existe mesmo! fica uma vez mais informado de que farei tudo, no momento certo para que chega a Fundação os seus mail´s .. quanto aos olhos nos olhos ñ será de tão perto porque não suportarei o seu mau hálito! Uma vez mais o seu nivel ...é de RASTEIRINHO DE BOCA LARGA. Um individuo que entra no NINGUE de outro ... e é tão cobarde que não se assume com a sua identidade, mas sim com uma falsa!... é simplesmente miserável!..diria mais!... um PIDE! Abraço a um verdadeiro SURREALISTA!... digno de pena, da minha parte!

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho ... o q se julga intelectual!!! Mas ainda vai a tempo...!
"Tão frequentemente o intelectual é um imbecil que o deveríamos sempre tomar como tal, até que nos tenha provado o contrário"
(Georges Bernanos)

Anonymous said...

Ó Sérgio, este collage é mesmo um cromo da pior espécie.
Como é que um fulano tão erudito perde tanto tempo a escrever estas mensagem com tanto conhecimento ai fora?
Como dizia o outro,
Miguel Carvalho GET A LIFE!

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho... agora desesperado recorre ao Facebook para tentar fazer amizades com alguns dos participantes (INTERNACIONAIS)da "INTERNACIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM."! Tenta tambem fazer amizade com quem achava q ñ estaria ao seu nivel para poder participar na sua exposição "Reverso do Olhar" Amigo CAR(V)ALHO, realmente o seu comportamento é de peixe fora de água!!Ñ se ENXERGA mesmo! só mais uma nota, eu filmei a sua exposição toda!! e sabe quem era a pessoa mais ridicula q lá andava...? Era você! sempre com os olhos na câmara para poder aparecer...! Posso enviar-lhe o DVD para se rir um pouco com a sua figura ridicula! Abraço SURREALISTA!.... a Um SURREAL!

Anonymous said...

Como velho amigo do poeta Nicolau Saiâo, recentemente falecido em Espanha, agradeço as referencias feitas aquele combatente, que foi companheiro de Cesariny e outros autores que deram testemunho.

Jorge Lima Marques

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho... como ponto final para esta discussão provocada por si,para tentar denegrir outros...! deixo-lhe esta msg! " Quem discute alegando autoridade não usa a inteligência, mas a memória" (Leonardo da Vinci)

Anonymous said...

Acompanho o velho e pertinaz Amigo JORGE DE LIMA MARQUES na sua dor. Informo aos fãs e de mais gastrónomos que o nosso infausto amigo Nicolau Saião jaz agora perfumado por flôr de laranjeira no cemitério da Giralda (Sevilha).

Surpreendentemente o que levou a construir um caixão de forma especiosa, mostra-se de pau feito o que prevê-se que vai durar muitos anos como escultura. Recomenda-se visitas incessantes ao talhão nº666.

Assinado: Manél Lúcifer

Miguel de Carvalho said...

sergio duarte (sergio duarte pocinho), antónio morais (marco paulo cruz), santiago ribeiro e demais anónimos satélites da INTERNATIONAL EXHIBITION 2010 "SURREALISM"

face aos últimos comentários, despeço-me definitivamente ajoelhado, cabeça curvada, de chapéu na mão e com o seguinte:

DISCUSSÃO? não se assistiu neste lugar dos amigos do SLAG (Surrealist London Action Group) outra coisa que uma enorme cascata de ataques pessoais motivados por falta de argumentos ideológicos da parte dos visados à minha denúncia em carta-aberta. ela também pretendeu ser uma mesa de debates e discussão ideológica, em torno do surrealismo e quanto à sua importância como a foram em todas as exposições de surrealismo na história universal.
as referências a bibliografias e editoras inexistentes, utilização de pseudónimos (embora evidentes), citações de autores que nada dizem ao surrealismo, as remissões a blogues vazios por parte dos visados, fundamentam bem o que têm a declarar quanto às suas orientações em matéria de surrealismo.

DESESPERO? NÓS não vamos a Fátima, nem em longas caminhadas nem de joelhos, muito menos "bebemos chás" com os senhores doutores.

DENEGRIR? o que há para enegrecer quando tudo está bem claro, e quanto a isso agradecemos profundamente a vossa colaboração e vossa exposição ideológica face à matéria em causa.

PONTO FINAL? transmito-vos o que o cesariny me segredou ao ouvido acompanhado de um abraço bem firme, que em surrealismo, "pontos finais" são postos entre dois impossíveis - o do princípio e o do fim.

reitero os agradecimentos da vossa colaboração e exposição.

subnutridamente, com os ossos cheios de fome sou de Vossas Excelências

Miguel de Carvalho

Anonymous said...

Senhor Miguel,muito baixo anda o seu Surrealismo e muito pobres as suas discussões ideológicas quando de repente,numa birra,usa um espaço publico para insultar alguém.Não se esqueça que começou esta sua cruzada chamando "fraude" a um artista a quem inclusivamente reconhece valor (dito por si).Quem semeia ventos...
Mas tenho a certeza que os verdadeiros surrealistas terão mais que fazer do que andar aqui interessados nestas historias de comadres!

Anonymous said...

Miguel Carvalho... de facto você não passa de um parolo e pretenso novo rico! Q até comprou um Jaguar!!! q são os carros dos parolos novos ricos e surrealistas de algibeira ... volto a repetir veja-se ao espelho! Não se enxerga mesmo! Quanto ao utilizar o meu nome !!! cuidado! pode-se dar bastante mal!A única coisa que leio de si é blá blá nada da sua cabeça porque a ñ tem! Você gostava de ser convidado para a INTERNACIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM, mas ñ foi! E de facto a sua ñ presença vai ser notada... vamos todos sentir a falta das suas COLLAGES o seu CHARME e claro o seu mau HÁLITO!

Anonymous said...

Miguel Carvalho... de facto você não passa de um parolo e pretenso novo rico! Q até comprou um Jaguar!!! q são os carros dos parolos novos ricos e surrealistas de algibeira ... volto a repetir veja-se ao espelho! Não se enxerga mesmo! Quanto ao utilizar o meu nome !!! cuidado! pode-se dar bastante mal!A única coisa que leio de si é blá blá nada da sua cabeça porque a ñ tem! Você gostava de ser convidado para a INTERNACIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM, mas ñ foi! E de facto a sua ñ presença vai ser notada... vamos todos sentir a falta das suas COLLAGES o seu CHARME e claro o seu mau HÁLITO!

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho.... mais palavras para quê!? Você não passa de um pretensioso!Um individuo que se diz surrealista e se desloca de Jaguar (como diz o outro carro de parolo novo rico).. realmente não vale nada!! A sua raiva deve-se ao facto de não ter sido convidado (com as suas COLLAGES) para a INTERNATIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM o deixou furioso por ter sido.. como deveria e irá ser, ignorado!!! Porque você não passa de uma FRAUDE!! E como você é Geólogo,podia colocar-se em frente a um espelho e tentar perceber o que você é! abraço surrealista a um realmente SURREAL (você não existe mesmo... é uma anedota!)

Sergio Duarte said...
This comment has been removed by the author.
Franscisco de Paiva said...

Boa tarde,
O meu nome é Franscisco de Paiva, e embora seja de uma área cientifica distinta, mas não distante, posso-me dizer um... um mero curioso, um atento à Arte.
Contudo, por mero acaso cruzei-me com sitio.
Sem conhecer alguma das partes, permitam-me que vos diga que me sinto... não digo envergonhado pelas pessoas com quem me possa cruzar na rua, mas sinto-me sim com grande pena! Pena de quem usa um nome, um titulo, o Surrealismo ou qualquer outra arte, uma capa, uma máscara... para esconder uma imagem, uma personalidade de valores, que no fundo... não existe!
Não há dúvidas que quem defende tão afincadamente ideia tão esquizofrénica (sei do que falo, porque infelizmente passam-me muitos pelas mãos) como o da posse ou defesa do Surrealismo (a Arte de que falam) como que se do próprio umbigo se tratasse... É pobre de espirito e de vida! Contudo estou certo que o nega. (Negação...Típico!)

Pois bem, culpa de quem dá atenção, quem dá tempo de antena e enche o ego, pois só assim ganha importância, numa vida certamente vazia... ou de loucura cheia...

Quem realmente sabe do seu valor, quem é seguro e vive bem consigo mesmo, quem acredita que é muito para lá de uma arte, e não apenas um "baseado" ou "copy-paste" de ideias outrora criadas, não precisa de tal defesa do Surrealismo.

Mas tenho de concordar com o que li. Quem é afinal Miguel Carv? Não me interessa. E vendo bem, interessa a alguém?

Franscisco de Paiva said...

Good afternoon,
My name is Franscisco de Paiva, and even so either of a distinct scientific area, but not distant, I can myself be said one… mere a curious one, a intent one to the Art.
Perhaps however, for mere I crossed myself with I besiege.
Without knowing some of the parts, they allow me that it says you that I feel myself… I do not say ashamed for the people with who can cross me in the street, but I feel myself yes with great penalty! Penalty of who uses a name, a heading, the Surrealismo or any another art, a layer, a mask… to hide an image, a personality of values, that in the deep one… it does not exist!
It does not have doubts that who so afincadamente defends so schizophrenic idea (I know of what I speak, because unhappyly they pass me many for the hands) as of the ownership or the defense of the Surrealismo (the Art of that they speak) as that if proper umbigo if it dealt with… It is poor of spirit and life! However I am certain that it denies it. (Typical Negation…)
Then, guilt of who of the attention, who of in time of antenna and fulls the ego, therefore thus it only gains importance, in a certainly empty life… or of full madness…
Who really knows of its value, who is safe and lives well obtains exactly, who believes that it is very for there of an art, and not only one “based” or “CoPy-grazes” of ideas long ago servants, does not need such defense of the Surrealismo.
But I have to agree to what I read. Who is after all Miguel Carv? It does not interest me. E seeing well, interests somebody?

Anonymous said...

antes de mais, o SURREALISMO NÃO É UMA ARTE, mas uma ideologia - isso é ponto assente há décadas.

conheço o miguel há uns anos, por intermédio directo do mario cesariny quem mo apresentara em sua casa na rua basílio teles. o mário sempre me falou dele como poeta visual e sensibilidades para continuar com a "aventura" portuguesa. ele próprio diz que não tem aptidões para ser artista. e por isso diz-se não ser um poeta mas sente-se como tal, no sentido mais libertário e subversivo, sem qualquer interesses em regras académicas ou literárias - assim o foi cesariny, cruzeiro, perez (que a academia belas artes de lisboa abandonou), etc e tal.

nada vou acrescentar mais. a notoriedade é coisa que o miguel não se interessa, nem se move em nome de ... mas para quem quiser saber da obra que ele já REALIZOU no movimento internacional, vá às publicações periódicas internacionais do movimento INFOSURR, BRUMES BLONDES, SUPERIEUR INCONNU, STYX ... e consultem os livros-catálogos das grandes e ultimas reuniões internacionais de surrealismo ... é apenas uma ponta do iceberg ... no centro de estudos do surrealismo, aqui em famalicão poderão confirmar tudo o que aqi declaro.

não venho defender ninguém (o miguel não precisa defender-se pois fala por si o que ele já realizou em pouco mais de 5 anos no movimento internacional) mas apenas dar o meu contributo de justiça.

joão rodrigues

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho.... o surrealismo para mim é uma forma de estar na vida!! Ñ uma forma de se promover!! e o sr Miguel Carvalho tem tudo menos um comportamento surrealista! Quanto ao surrealismo em si ñ ficará mal evoluir um pouco mais.. afinal vivemos no sec XI.Burro ñ é o q ñ sabe mas o q ñ quer aprender!!! O sr Miguel Carvalho apenas pretendeu com isto tudo deitar a baixo quem o ñ convidou a participar na INTERNACIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM.Porque antes até lhe ofereceu uma "COLLAGE" com a seguinte (enquanto era amigo!) dedicatória: PARA O SANTIAGO RIBEIRO ESTE CASTELO DESMORONADO E TRANSFORMADO EM AMIZADE. DO SEU "MIGUEL CARVALHO" Até aqui o sr MDC era muito amigo... mas depois virou inimigo!!!! esta é q é a questão!? era e passou a ñ ser!? porquê???? :-))))) este sr.MDC surrealista ñ é !é um oportunista isso sim!!!

Sergio Duarte said...

Surrealismo.... para mim o surrealismo ñ é uma ditadura!!! é uma forma de estar!!!Acho mt piada a este srs q se acham donos do surrealismo!! E passam o tempo a falar de André Breton .. como se o surrealismo ñ existisse antes deste sr (q aprecio ..mas ñ sou doente!)e ñ continuasse a existir depois!Aparecem estes srs na defesa do surrealismo... como se de cruzados se tratassem! (q toda a gente sabe como eles se comportavam onde chegavam..)a unica coisa q vocês têm de surreal é o vosso pensamento retrogrado!!!

RIK LINA said...

Surrealism is to put in operation the imagination of other possible worlds by the investigation of the personal and the collective subconscious.

We as CAPA (Collective Automatic Painting Amsterdam) are busy with the last. We also worked together with Miguel de Carvalho, and the Cabo Mondego Section of Portugese Surrealism, finding in him a friend and comrade in this surrealist adventure.

It is easy to organize an exhibition of surrealist art (true or false), this is done all the time, historical and actual, all over the world. To continue the task the original Surrealist set themselves to is something else!

So Mister Duarte and all your anonymous buddies: stop whining and get to work.
DEEDS NOT WORDS

Rik Lina, from CAPA - Amsterdam

Sergio Duarte said...

Miguel Carvalho... Mais uma nota do sr MDC (Miguel Carvalho) A 6 de Abril de 2007 este sr ,organizou uma exposição SURREALISTA na Galeria RASTRO na Figueira da Foz (onde também estive presente como convidado!) denominada "UM OLHAR SURREALISTA" em que os participantes eram,passo a citar: CRUZEIRO SEIXAS, MÁRIO CESARINY, RAUL PEREZ, ALFREDO LUZ, SANTIAGO RIBEIRO, MIGUEL CARVALHO, NICOLAU SAIÃO, JOÃO GARÇÃO e LUD .Como podem confirmar "SANTIAGO RIBEIRO" faz parte dos convidados participantes surrealistas convidados por MDC. Gostava q me explicassem o porquê de em 2007 SANTIAGO RIBEIRO ser um surrealista para este sr.MDC.E em 2010 porque não foi convidado para "INTERNACIONAL EXHIBITION 2010 SURREALISM." o sr MDC achou que SANTIAGO RIBEIRO não tendo ele SANT RIBEIRO alterado nada na sua forma ou conteudo, da sua pintura, ter deixado de ser surrealista, na boca do sr MDC??? Também gostaria de saber o vosso critério de avaliação de um surrealista? para que o sr MDC seja surrealista!?... e todos os seus amigos! SANTIAGO RIBEIRO só porque o sr MIGUEL CARVALHO diz que não!... passa a decreto! (atenção eu não estou contra o surrealismo!não suporto é pseudo- qualquer coisa) andar aqui, a dizer quem é ou não é, seja o que for!... como se essa personagem (MDC) fosse alguma coisa para além do que é para os seus amigos !!

Anonymous said...

Esta "guerrilha" está a servir,pelo menos,para perceber que esta seita surrealista conservadora cheira a mofo e a inveja...
Parecem morcegos a vaguear na escuridão,agarrados uns aos outros,a devorar os manifestos de Breton!!